31 de maio de 2011

Dia Mundial sem tabaco. Uma reflexão!


Bom dia, meninas.
Hoje é o dia mundial sem tabaco e eu não poderia deixar de vir aqui dar a minha personalíssima opinião que pode surpreender algumas pessoas. Eu não sou contra o tabaco e nem contra quem fuma. Chocante? Vou explicar o porquê dessa minha opinião no momento.
Tenho a devida consciência e o conhecimento acerca das consequências do fumo na fisiologia do organismo humano. Entretanto, penso que a decisão de fumar, ou não, é uma questão muito pessoal. É fato que quase todo mundo também sabe as consequências que o fumo (e eu falo de fumo ativo e passivo) podem trazer, mas elas fizeram a escolha de correr esse risco.
O tabaco é uma droga lícita, tal qual é o álcool. E temos campanha para que as pessoas não se tornem alcóolatras?
Vou um pouco mais além: as doenças cardiovasculares estão entre as maiores causadoras de óbitos e, para tanto, existem muitos fatores de risco que contribuem para essa estatística. Lá está o álcool e o tabaco novamente, mas ainda se acrescentam sedentarismo, alimentação inadequada, entre outros fatores. Pois bem! Se as pessoas optam por se encher de alimentos pouco saudáveis (e eu me incluo nesse grupo), serem sedentárias e assim por diante, sabem que podem ter problemas, mas, ainda assim, optam por fazê-lo. Tudo na vida é uma questão de escolha, assim como o simples fato de decidir levantar da cama. As pessoas têm de saber (e vamos convir, todos sabemos) que todo ato gera uma consequência, ou, como diz a lei da física, toda ação tem uma reação. Então, para mim, está mais do que claro que o Ministério da Saúde está fazendo a sua parte orientando e educando a população para que faça (devidamente esclarecida) as suas próprias escolhas Penso que as pessoas devem começar a assumir a responsabilidade pelos seus atos e saber que rumo estão dando para a suas vidas. Chega de atribuir culpa aos outros! Vamos começar a nos responsabilizar pelos nosso próprios atos!
Não estou dizendo que não há exceções. Há pessoas com pouca ou nenhuma cultura para entender a relação entre o tabaco e as doenças respiratórias e cardíacas e outras (como câncer por exemplo) mas é para isso que existem, cada vez mais, projetos de educação em saúde. O que temos que pedir é mais CULTURA e EDUCAÇÃO, assim o povo decide com consciência.
Bem, esse é o meu ponto de vista e não tenho a intenção alguma de que as pessoas concordem ou discordem de mim.Só queria compartilhar a minha opinião sobre esse assunto tão polêmico e juntamente deixar uma super dica. Assistam o filme "Obrigado por fumar". Penso que ele ajudará as pessoas a me entender melhor, sem contar que é um ÓTIMO FILME! Tem uma boa parte do filme no trecho abaixo!


Como disse a Tatá..um pouco de bom humor sempre é bem vindo. Aí vai o Zeca como tu me indicastes!

2 comentários:

Tatá Bonjour disse...

Ahhhhhhhhhhhh não acredito que tu colocou mesmo!!! Rsrsrsrssr.... (rindo muito).

Observação profissional agora: o texto está muito bem escrito, coeso e organizado. Parabéns! Como diria o Sílvio e o Remi "tens uma boa estética linguística".

Bjus

Coisas de Tássia disse...

Adorei o texto Daca, concordo plenamente contigo, acho que cada um tem que escolher. Tbm acho que ao invés de discutir tanto sobre o tabaco deveriam dar mais atenção para educação e saúde como um todo, formando assim cidadãos mais conscientes de seus próprios atos, que é que falta realmente neste país. Parabéns pelo texto, e a coragem de postar, pois é um assunto super polêmico. O filme tbm acho muito bom.

Abraços.