15 de julho de 2011

Das utopias ( Mário Quintana)

Via
 DAS UTOPIAS

Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

7 comentários:

Tatá disse...

Linda imagem!!!

Eliete disse...

Olá Daca...bom dia!!!é realmente a melhor parte é o percurso para alcançar o que queremos,pois a estrada pode ser longa,mas quando queremos basta começar a caminhada!!!bjus e lindo..lindo dia pra vc!!!!

Luciana Espejo disse...

Oi Daca! Obrigada pela visita! Bom, não preciso nem dizer que esta minha amiga é quase uma irmã, né? Pode postar por aqui também, sem problemas... beijos, Lu

Grasiela - Adoro Lilás disse...

adoreiii

bjooo

@adorolilas

Marion disse...

Olá, fiquei feliz em te receber como seguidora lá no meu blog...! Aparece sempre! Ficarei te acompanhando, vizinha!!! Abs.

Bauru disse...

Perfeito. O poema é perfeito e serve muito bem para eu usar como mote... entristecer-se pela ausência do que desejamos pode ser um inpeditivo enorme para vivermos felizes e satisfeitos com o que nos é permitido. Isso nada tem a ver com comodismo, mas com liberdade, possibilidades e, mais que isso, respeito. Ótimo, Daca!

P.s.: comentário totalmente desconexo pra maioria, mas pra mim é muito verdadeiro!

Saron disse...

Oi Daca,
Amo os pemas de Mario Quintana, este ainda não tinha lido.Mas é belissimo...Bjos